domingo, 9 de setembro de 2012

My dear.

Eu gostaria apenas de te observar,
enquanto as luzes iluminam seu rosto,
seus olhos cansados olham fixos para frente,
pensando no que virá futuramente.

Sentada observo como gesticula ao falar,
os movimentos de seu rosto,
um rosto que teve vivências de sobra para me contar,
um rosto na qual me viu crescer,
o mesmo rosto que me faz sorrir por ainda estar aqui.

Lembro de nossas histórias vividas, 
ao longo do caminho percorrido nas ruas,
passando por casas antigas,
lugares onde não existem mais fisicamente,
porém sabemos que as lembranças estão ali,
sempre presentes dentro de nós.

Seguro as lágrimas ao lembrar,
que já se passaram tantos anos,
e estamos juntos,
vivenciando mais etapas de vida juntos.

E continuo ver o seu lindo sorriso,
a me encorajar e me fazer companhia,
sendo meu segundo pai a toda hora,
e mostrando que os esforços da vida,
valem a pena no final.

2 comentários:

  1. Longe de quem amamos somos SOFREDORES, É uma primavera sem as belas e coloridas FLORES.

    ResponderExcluir